O Amor Romântico é um Jogo!

Padrão

O amor pode de fato ser um jogo. Pode ser um jogo de apaixonados, que gostam de sonhar e de se sentirem encantados. Pode ser um jogo intensamente lírico, como o descrito por Shakespeare em Romeu e Julieta:

Oh! Não jures pela lua, a inconstante lua cujo disco todos os meses varia: tenho medo que o teu amor também se torne igualmente inconstante.

Há mais perigo no teu olhar do que em vinte das espadas do teu pai.

O amor pode também ser um jogo coquete, da parte da mulher, ou jogos de aventura, conquista e sedução por parte do homem, como nos jogos libertinos, à maneira de Ovídio:

Segui o exemplo das deusas, e não desdenheis dos gozos que vos podem proporcionar os desejos dos vossos amantes.

O amor pode ser um jogo sadomasoquista, brutal e imposto, ou livremente consentido, a coberto do escuro dos quartos e das encenações. O amor pode ser fetichista, como ironicamente relembra Karl Kraus:

Não há criatura terrestre tão infeliz quanto o fetichista que em vez de abraçar o sapato sonhado é obrigado a abraçar a dona do sapato.

Mas nem tudo é jogo, no amor. Há amores que não são jogos. O homem é um animal que gosta de jogos, mas não jogamos ao amor com os nossos entes mais queridos. Quando a realidade se impõe e o amor é grande, o jogo acaba.

Ensaios sobre o Amor

About mundoparticularlay

Sou um ser humano. Pelo menos, suponho ser. Talvez mais que uma máquina ridícula de idéias antiquadas e sonhos impossíveis, porém honestamente, é isso que sou, mas me contento em olhar pro futuro e pensar que minhas idéias não são tão estúpidas e que, com grande esforço meus sonhos poderão virar realidade. Posso ser de um tudo (indiferente, excêntrica, implícita, exagerada, intensa, instigante, irônica, sarcástica, anti-social, incoerente, chata, cínica, entediada e por vezes entediante). A dona do ócio improdutivo, praticante do sedentarismo, inoperante, procrastinadora ostensiva. Sou perfeccionista, desastrada, arrependida e azarada, desmemoriada e ciumenta embora, tranqüila, sincera, tímida, tola, ingênua, compassiva e entregue. Não sou perfeita e tenho sérios problemas com a perfeição posso ser várias e mesmo assim, continuar sendo uma só. Então é isso, posso ser incomum, mas convivo bem com as diferenças, só não espere que eu incorpore as “normalidades”...

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s