Coisas da Infância: Chorando se foi – Kaoma

Padrão

Então, hoje, não sei por que, eu encontrei essa música, e essa música lembra muito a minha infância, ela foi gravada em 1989 pelo grupo Kaoma, (mas, antes disso tem muita coisa, como história de plágio e depois os carinhas deram a autorização pra gravação da música em português, mas não pra Kaoma, e sim pra uma outra senhorinha, bem quem quiser saber mais deve procurar no Google, ou no Wikipédia, mas acho meio difícil alguém querer saber sobre isso…). Porém, conheci essa música assistindo ao filme “Lambada, a dança proibida” exibido pelo SBT em… Bem, lembro-me que gostei muitíssimo do filme (até assisti a alguns anos novamente!). Pois é, mas não fui só eu que gostei não, estima-se que o compacto tenha vendido mais de cinco milhões de cópias mundo afora. SUCESSO TOTAL! Rs

Falando do filme, o título original era “The Forbidden Dance”, gravado em 1990, a Wikipédia faz a seguinte sinopse:

“Nisa (Laura Harring, ex-miss EUA), uma bela princesa do Brasil, que se preocupa em acabar com a destruição de sua vila e da floresta tropical por uma grande corporação multinacional, viaja para Los Angeles para se encontrar com Benjamin Maxwell (Richard Lynch), o presidente da empresa. Mas sua visita é em vão, ela é avisada para marcar um encontro. Desanimada e desencorajada, Nisa aceita um emprego como empregada doméstica para se manter na América e finalmente ter o encontro. Porém ela se apaixona por Jason (Jeff James), o belo filho dos patrões. Ela decide ensiná-lo a apaixonada e erótica dança de sua terra… Lambada. Juntos eles decidem que a única maneira da mensagem chegar ao povo americano é entrando num concurso de Lambada. Mas Ashley (Barbra Brighton), a ex-namorada de Jason, se une a Benjamin Maxwell, ele para impedir que sua empresa seja denunciada e ela pra se vingar por ter sido preterida por Nisa. Jason e Nisa estão dispostos a não se deterem em nada que os mantenha fora da pista de dança.”

Postei pra vocês o clipe da música, afinal relembrar é viver! Rs

About mundoparticularlay

Sou um ser humano. Pelo menos, suponho ser. Talvez mais que uma máquina ridícula de idéias antiquadas e sonhos impossíveis, porém honestamente, é isso que sou, mas me contento em olhar pro futuro e pensar que minhas idéias não são tão estúpidas e que, com grande esforço meus sonhos poderão virar realidade. Posso ser de um tudo (indiferente, excêntrica, implícita, exagerada, intensa, instigante, irônica, sarcástica, anti-social, incoerente, chata, cínica, entediada e por vezes entediante). A dona do ócio improdutivo, praticante do sedentarismo, inoperante, procrastinadora ostensiva. Sou perfeccionista, desastrada, arrependida e azarada, desmemoriada e ciumenta embora, tranqüila, sincera, tímida, tola, ingênua, compassiva e entregue. Não sou perfeita e tenho sérios problemas com a perfeição posso ser várias e mesmo assim, continuar sendo uma só. Então é isso, posso ser incomum, mas convivo bem com as diferenças, só não espere que eu incorpore as “normalidades”...

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s