Vamos falar de orgasmos?

Padrão

Oi pessoas… Primeiramente, fiquei super-feliz ao abrir o blog hoje e ter o dobro de visitas do que normalmente observo e queria agradecer muito a todos que dão uma passadinha por aqui de vez em quando! Fiquei tão feliz que decidi falar sobre orgasmos. Quer coisa mais feliz que isso? Rs

Bem, muitos, tanto homens quanto mulheres, tem dúvidas sobre esse assunto, qual a maneira de nunca errar, qual dos orgasmos é mais prazeroso, dificuldades, etc., etc.

Existem no corpo humano áreas que possuem uma sensibilidade demasiada aos carinhos, até mesmo aos mais simples… São as chamadas ‘Zonas Erógenas’, que acho, muita gente já ouviu falar… Essas se espalham por todo o corpo e incluem desde as óbvias genitálias, o clitóris, vulva, o prepúcio, pele perianal, escroto, os lábios, boca e mamilos, que alguns homens nem dão bola pros tadinhos.

Todos esses pontos, além de tantos outros, afinal cada um sente a ‘coisa’ de uma  forma diferente, chamados de pontos inespecíficos, causam… excitação sexual. Pois bem, muitas mulheres tem problemas em conseguir chegar no tão sonhado orgasmo, por várias e várias variantes, medo, desconforto, falta de estímulos…

O orgasmo é o ápice do prazer, é o clímax. Muitas mulheres o descrevem como uma sensação gostosa, mas o certo é que não há como descrever de maneira corretíssima o que as mulheres sentem na hora do clímax, orgasmo ou gozo, como queiram.

“Por muito tempo foi dado como certo que só existiam dois tipos de orgamos femininos: o imaturo (pelo estímulo do clitóris) e o maduro (vaginal). mdemulher

É, mas existem outros tipos de orgasmos, como afirmou a Sandy ‘É possível ter prazer anal‘… Rs e não só com ele, vou pegar emprestada as dicas dadas pelo site mdemulher e listar alguns deles pra vocês:

1. O ponto U, até então inexplorado

A uretra – por onde sai a urina – é um ponto de prazer para muitas mulheres – o que não é de surpreender, já que fica entre o clitóris e a entrada da vagina, área supersensível. Pressioná-la ou massageá-la com os dedos ou a língua, abusando de movimentos circulares ou de cima para baixo, pode levar você a um clímax delícioso!

2. Ponto G e zona AFE

Para dar um descanso ao clitóris, procure o orgasmo estimulando o ponto G – aquela parte da vagina do tamanho de uma moedinha situada acima do osso púbico. Ou a zona AFE (sigla do inglês anterior fornix erotic, traduzindo, entrada erótica anterior), que fica na mesma parede vaginal, só que perto do colo do útero. Enquanto o G é um ponto bem preciso, a AFE é uma zona esponjosa maior e menos definida. Tem, porém, a vantagem de responder a estímulos suaves; o G só reage a contatos firmes. São fatos importantes para seu amado saber, antes de explorar com os dedos essas fontes de prazer. Para chegar ao orgasmo dessa forma, a posição ideal é a penetração num ângulo de 90 graus, com o gato de pé ou ajoelhado.

3. A magia dos seus seios

O respeitado sexólogo Herbert Otto garante que o estímulo dos seios é a segunda forma mais comum de uma mulher chegar ao clímax. Exagero? Pode ser. Mas não resta dúvida de que uma sessão de estímulos com a língua, os lábios e os dentes é de enlouquecer. E ao que parece esse tipo de orgasmo é mais frequente do que se imagina: numa pesquisa com 500 mulheres, 29% garantiram já ter experimentado. (Eu, particularmente, fico toda arrepiada só de ver essa imagem!)

4. Contatos imediatos com o clitóris

Esqueça as proibições.

É fato: ele é o “botão mágico” do nosso corpo. Quando as mãos são usadas, movimentos circulares e para a frente e para trás fazem maravilhas. Uma técnica muito eficiente é a “borboleta de Vênus”: enquanto uma das mãos acaricia o bumbum e o ânus (mas sem penetração), o anular e o médio da outra mão estimulam o clitóris para cima e para baixo – a ideia é que o movimento seja rápido e suave como o bater das asas de uma borboleta. Outra técnica de sucesso: o homem separa os lábios vaginais e massageia o clitóris com um ou dois dedos, em movimentos circulares ou laterais. Embora mãos competentes sejam uma glória, dificilmente superam a língua em destreza. O que se espera que um bom amante faça com a boca lá embaixo? Use toda a língua, não apenas a ponta, pois cada parte proporciona uma sensação diferente ao toque. Uma das técnicas mais enlouquecedoras é “escrever” todo o alfabeto com a língua. Outra: dar leves batidas com a ponta (mas sem exagerar). E há uma terceira, que chamaremos de SNRD (sente-se no rosto dele) – o nome dispensa explicações, não é? Estimular o clitóris com vibradores é mais uma variação bem-vinda. Melhor ainda se forem dois ou mais ao mesmo tempo, com texturas diferentes. Pedir ao seu amor que os use em você é instrutivo para ele e um bocado excitante para os dois.

5. Em busca do ápice vaginal

Algumas posições favorecem o prazer vaginal. As mais recomendadas são a mulher por cima – que, como você já deve saber, tem a vantagem extra de deixar seu amado doido de tesão porque, animal visual que é, fica fascinado com a imagem de seus seios tão perto do rosto e da boca e com sua expressão de prazer. O homem por cima também é favorável porque a penetração profunda e a força que o corpo dele exerce desencadeiam sensações prazerosas em toda a vagina. Para algumas mulheres, um pênis grosso é a melhor opção para chegar a um maravilhoso orgasmo vaginal. Já para as que têm maior sensibilidade na parte mais profunda do colo do útero, um comprido satisfaz à beça. Qual é o seu caso? Em pé, de lado, sentados, de joelhos, por trás… são posições que também levam a esse tipo de orgasmo – mas saiba já: ele nunca será o mais comum, nem o mais fácil, nem o mais intenso.

6. O encanto do mais proibido dos carinhos

Na lista de possíveis fontes de prazer não pode faltar o ânus, com suas terminações nervosas altamente excitáveis. Ele pode ser estimulado com os dedos, a boca, o pênis ou brinquedos eróticos como vibradores e bolinhas. Apenas, antes de se aventurar, tome o cuidado de usar um bom lubrificante para dilatar o esfíncter. Vale tentar.

Dicas muito legais! E ai? Vai experimentar…

P.S. “Mas, lembre-se: orgasmo não é poesia. Temos uma imagem errada desta pequena explosão corporal de prazer. Não vemos estrelas nem fogos de artifício como muitas pessoas pensam. Ou seja, atingir o clímax é uma delícia, o orgasmo é marcante e nos faz perder o fôlego por alguns segundos, mas não fantasie demais. Deste jeito, tudo fica mais difícil: atingir o orgasmo será mais complicado e, se você tiver um, pode ficar frustrada porque os sinos não tocaram… (Terra)”

About mundoparticularlay

Sou um ser humano. Pelo menos, suponho ser. Talvez mais que uma máquina ridícula de idéias antiquadas e sonhos impossíveis, porém honestamente, é isso que sou, mas me contento em olhar pro futuro e pensar que minhas idéias não são tão estúpidas e que, com grande esforço meus sonhos poderão virar realidade. Posso ser de um tudo (indiferente, excêntrica, implícita, exagerada, intensa, instigante, irônica, sarcástica, anti-social, incoerente, chata, cínica, entediada e por vezes entediante). A dona do ócio improdutivo, praticante do sedentarismo, inoperante, procrastinadora ostensiva. Sou perfeccionista, desastrada, arrependida e azarada, desmemoriada e ciumenta embora, tranqüila, sincera, tímida, tola, ingênua, compassiva e entregue. Não sou perfeita e tenho sérios problemas com a perfeição posso ser várias e mesmo assim, continuar sendo uma só. Então é isso, posso ser incomum, mas convivo bem com as diferenças, só não espere que eu incorpore as “normalidades”...

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s