Demorei muito pra entender a dimensão do dano, mas agora tudo está se encaixando.

Padrão

Quando um casal termina, o que fica pode ir desde mágoas profundas até um vazio universal. Não posso ignorar as coisas boas, estaria sendo hipócrita e acima de tudo mentirosa (a coisa que mais abomino sobre a Terra). Tiveram muitos momentos bons, muitos risos e muitas descobertas, uma delas foi de que realmente não daria mais certo continuar com aquilo, que naquele ponto, já não poderia mais ser chamado de “relação”.

Vi esses dias, em um documentário, Terráqueos, que a verdade passa por três estágios (formuladas pelo filósofo alemão Arthur Schopenhauer):

1) a ridicularização; 2) a oposição violenta e 3) a aceitação. Acho que a fase 2 é a mais difícil, pode-se passar muito tempo contrariando e negando o fato. Estar sozinha é uma tática muito boa pra conseguir aceitar a verdade, pelo menos no meu caso. Sozinha, eu penso, argumento comigo mesma, contra-argumento, fico procurando porquês. Não é que eu me culpe sempre, já me flagelei durante toda a minha vida, sempre pensando que eu conseguia estragar com tudo, que eu era sempre a errada, que eu afastava as pessoas de mim. Bem, hoje ainda me flagelo, mas com um pouco mais de racionalidade. Esse é o meu jeito, essas são minhas escolhas, meu pensamentos. Não posso mudar por imposição, ou por que simplesmente alguém não aceita. Se agi errado, eu espero, pelo menos, que apontem-me os erro antes de me condenarem.

Sim, sou desatenta, esquecida, não observo tudo (principalmente pontos que são importante para os outros, mas que pra mim não fazem diferença), tenho uma visão holística ruim, sou uma miscelânea.

Decidi apagar todas as coisas escritas e fotos, esquecer as coisas ditas e lembranças. Acho que assim, conseguirei esquecer mais facilmente.

É engraçado, tive todos os motivos pra desistir desde o início, mas mesmo assim fui em frente. Deixei de lado o que os outros falavam, ignorei coisas que jamais, jamais ignoraria com base em uma projeção mentirosa. Realmente não sei o que aconteceu. Esse é um ponto que não consegui esclarecer. Mas, o lema é andar pra frente. Ainda sofro, não há porque negar, mas, é um sofrimento consciente. Agora percebo que quem errou não fui eu. Eu fui vítima desde o início. Foram mentiras, omissões e traição. Pena que não soube aproveitar o amor que tinha por você. Era puro, livre de qualquer interesse.

Agora preciso partilhar esse sentimento, que por vezes me sufoca, com quem realmente mereça, alguém que seja honesto, assim como sou todos os dias da minha vida, não somente com quem merece, afinal não é questão de merecimento, é questão de princípio.

E é aqui, no meu cantinho, que encontro espaço pra rasgar o grito preso na garganta. Escrever é a minha válvula de escape, é isso que faço pra aniquilar os pensamentos ruins, colocar pra fora todas as coisas que me limitam, meu medos e minhas conquistas.

Feliz por estar de volta.

LayNogueira εїз

garota correndo com balões

About mundoparticularlay

Sou um ser humano. Pelo menos, suponho ser. Talvez mais que uma máquina ridícula de idéias antiquadas e sonhos impossíveis, porém honestamente, é isso que sou, mas me contento em olhar pro futuro e pensar que minhas idéias não são tão estúpidas e que, com grande esforço meus sonhos poderão virar realidade. Posso ser de um tudo (indiferente, excêntrica, implícita, exagerada, intensa, instigante, irônica, sarcástica, anti-social, incoerente, chata, cínica, entediada e por vezes entediante). A dona do ócio improdutivo, praticante do sedentarismo, inoperante, procrastinadora ostensiva. Sou perfeccionista, desastrada, arrependida e azarada, desmemoriada e ciumenta embora, tranqüila, sincera, tímida, tola, ingênua, compassiva e entregue. Não sou perfeita e tenho sérios problemas com a perfeição posso ser várias e mesmo assim, continuar sendo uma só. Então é isso, posso ser incomum, mas convivo bem com as diferenças, só não espere que eu incorpore as “normalidades”...

2 responses »

  1. As coisas se transformam. Tentando ver algo de positivo nisto: transformações rendem bons textos. Espero que as renovações venham para o melhor! De qualquer forma, que bom que o blog permanece! Continuo por aqui, acompanhando seus posts🙂 se quiser dar uma olhadinha no meu, apreciaria uma opinião (sem filtros)!😀 http://www.inferencias.com.br

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s